Protetor solar

Protetor solar

Você passa protetor solar todos os dias?

Quando falamos no uso do protetor solar, a maioria das pessoas responde que usam apenas na praia ou na piscina. Entretanto todo dia temos sol e o protetor deve ser um hábito diário.

O verão é o momento de intensificar o uso de filtro solar, que deve ser aplicado diariamente, e não somente nos momentos de lazer.

O Brasil é um dos países com maior nível de radiação do mundo.

Os níveis de raios ultravioleta (UV) são altos em todas as épocas do ano. E os danos que o sol causa na pele são cumulativos.

A radiação UV incide sobre a terra junto com a luz solar, ela está dividida em dois tipos – UVA e UVB –, e provoca diversas reações na nossa pele.

A radiação UVA, cuja intensidade é pouco variável ao longo do dia, penetra na parte mais profunda da pele e aumenta o risco de reações como câncer de pele e fotoenvelhecimento. A radiação UVB é mais intensa no verão e no período entre 10h e 16h, ela atinge a pele mais superficialmente e é responsável pelas queimaduras e vermelhidão.

Os componentes mais importantes do protetor solar são os filtros UVA e UVB. Porém nem todos os protetores têm essa proteção. É importante ler com cuidado as embalagens para escolher os produtos que contenham as duas proteções.

O uso do protetor solar todos os dias pode evitar rugas, manchas na pele e principalmente previne o câncer de pele.

Você sabe como escolher o protetor solar certo para o seu tipo de pele?

Escolher o protetor ideal para o seu tipo de pele também é importante.

Precisamos conhecer o nosso tipo de pele. Hoje temos opções para todos os tipos de pele. Para uma pele mais seca, deve-se procurar um protetor com hidratante, ou à base de creme ou loção; para uma pele mais oleosa, procurar um protetor “oil free”, “gel”, “efeito matte” ou “toque seco”.

A correta aplicação do protetor solar implica em passa-lo uniformemente nos locais que ficam expostos, geralmente rosto, colo, braços e mãos. O produto deve ser espalhado generosamente pelo corpo.  Aplicá-lo 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva. Reaplique-o a cada duas horas, mas esse tempo pode diminuir se houver transpiração excessiva ou contato com a água.

Além do filtro solar, no verão é importante usar também chapéu e roupas de algodão nas atividades ao ar livre. Algumas roupas já contem proteção solar nos próprios tecidos. Evite a exposição solar entre 10h e 16h (horário de verão). Outro objeto que tem extrema importância são os óculos de sol com proteção, que previnem cataratas e lesões na córnea.

Em crianças, o uso do filtro solar pode ser iniciado a partir dos seis meses de idade, utilizando um protetor adequado para elas. É preciso que as crianças e jovens criem o hábito de usar o protetor solar diariamente. A Organização Mundial de Saúde estima que cerca de 80% da exposição solar que acumularemos ao longo da vida ocorra até os 20 anos.

As pessoas de pele negra têm maior quantidade de melanina e por isso uma proteção “natural” da pele, mas assim como as pessoas de pele mais clara, precisam usar filtro solar, roupas e acessórios apropriados diariamente, pois também estão sujeitas a queimaduras, câncer da pele e outros problemas.

26

O FPS (Fator de Proteção Solar) aponta o grau de proteção contra queimaduras oferecido pelo filtro solar. Quando alguém usa um filtro com FPS 30, por exemplo, significa que levará 30 vezes mais tempo para ficar vermelho do que se não tivesse aplicado o produto. Ou seja, está 30 vezes mais protegido do que se estivesse sem nada.

Em todas as épocas do ano, a exposição ao sol deve ser feita moderadamente e com a proteção adequada, sempre. Caso haja qualquer anormalidade, recomenda-se procurar imediatamente um dermatologista.

* Texto adaptado dos sites da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *